Como escolher uma faculdade de qualidade? Entenda aqui

como escolher uma faculdade
6 minutos para ler

Não só o momento de escolher a graduação traz muitas dúvidas, como escolher uma faculdade também. Afinal, além de refletir diretamente na sua formação e no respaldo do seu diploma, será o local onde você passará a maior parte dos seus dias nos próximos anos. A grande variedade de instituições no mercado de educação também não ajuda, trazendo ainda mais dúvidas.

De qualquer forma, existem variáveis que fazem toda a diferença antes de você decidir onde irá estudar. Desde condições essenciais, como infraestrutura, capacitação dos profissionais e serviços oferecidos aos alunos, até pessoais, como a proximidade em relação à casa ou trabalho e o valor das mensalidades.

Para reduzir o risco de cometer erros e garantir sua satisfação no futuro, desenvolvemos um roteiro com várias dicas para você avaliar e se certificar que está fazendo a melhor escolha. Confira!

1. Verifique se a instituição e o curso são reconhecidos pelo MEC

Essa etapa é, com certeza, a mais importante no momento de escolher uma instituição de ensino para estudar. Isso porque, quando uma faculdade ou um curso não são reconhecidos pelo MEC, o diploma não tem valor oficial no País. Ou seja, você passa anos estudando, investe dinheiro e, no final, não pode ser considerado graduado.

Além de não conseguir trabalhar em sua área de atuação, o profissional fica impedido de prestar concursos públicos, de se registrar nos conselhos de classe da profissão e de ingressar em programas de mestrado ou doutorado.

O credenciamento é feito anualmente pelo Ministério da Educação (MEC), que avalia critérios específicos de qualidade das universidades e dos cursos oferecidos. Por isso, antes mesmo dos vestibulares, confira no portal do MEC se a instituição escolhida está credenciada e se recebeu uma boa nota de avaliação.

2. Conheça os serviços oferecidos ao aluno

como escolher uma faculdade

A vida universitária não se resume à matriz curricular do curso. É interessante que o aluno também se envolva em atividades extracurriculares, sejam elas para complementar o currículo ou mesmopor hobby. Elas ajudarão no crescimento pessoal e proporcionarão integração com outros estudantes, até mesmo de cursos diferentes.

Sendo assim, antes de se matricular, descubra se atividades dessa natureza são oferecidas, como intercâmbios internacionais, grupos de pesquisa, estágios, atividades esportivas, grupos artísticos, entre outras.

Vale questionar também se a instituição oferece algum tipo de incentivo para a participação dos alunos. No caso de universidades particulares, muitas oferecem desconto nas mensalidades. As públicas, por sua vez, podem conceder bolsa-auxílio.

3. Avalie a infraestrutura da instituição 

Ao ingressar na faculdade, o campus passa a ser a sua segunda casa. Logo, é fundamental que a instituição tenha toda a infraestrutura necessária para atender aos alunos. Comece analisando o óbvio: as salas são confortáveis? São bem iluminadas e refrigeradas? A higienização é bem-feita? Essas questões são essenciais para o bom rendimento do estudante.

Depois, observe detalhes importantes para a sua área de estudo, cheque se os laboratórios reúnem os equipamentos necessários, se a biblioteca disponibiliza títulos relevantes e se existem computadores conectados à internet disponíveis para todos. A prioridade pode variar de acordo com o curso. Por exemplo: para alunos da área de Artes e Comunicação, estúdios e ateliês são indispensáveis.

4. Pesquise a titulação dos professores

De nada adianta uma ótima infraestrutura e tecnologia de ponta se não houver professores qualificados para ensinar os estudantes a usá-las, certo? Então, procure conhecer a formação dos docentes e em quais projetos eles estão envolvidos. Mestres e doutores, por exemplo, são mais preparados para transmitir conteúdos, pois estão sempre por dentro dos avanços da área.

Para obter informações sobre seus futuros professores, acesse o site da própria instituição ou consulte o Lattes, uma plataforma online de currículos acadêmicos que disponibiliza as especializações e experiências de artigos publicados pelo profissional. Basta pesquisar pelo nome do profissional e você terá todas as informações.

5. Busque informações na central de atendimento ao aluno

Na maioria das vezes, quanto maior a instituição, independentemente de ser de ensino, maiores são as burocracias e mais difícil é falar com alguém que possa resolver questões e tirar dúvidas. Para verificar a qualidade do suporte ao aluno, uma dica é ligar para o SAC ou para a secretaria do campus e fazer algumas perguntas.

Para evitar estresses durante os anos de estudo, é importante verificar se a central de atendimento tem uma boa organização e comunicação. Você deve também fazer esse teste em outros canais de atendimento, como chats online e redes sociais.

6. Avalie o conteúdo programático do curso

Apesar de as matrizes curriculares das universidades apresentarem similaridades , sempre existem diferenças. Cabe a você analisá-las e escolher qual atende melhor às suas necessidades . Também vale verificar se os currículos dos professores responsáveis são compatíveis com as disciplinas e se eles estão atualizados sobre os assuntos.

Confira ainda o quadro de horários das aulas, pois, em algumas faculdades, ele é rígido, em outras mais flexível, dividido em turnos. Isso pode fazer toda a diferença caso você queira trabalhar durante o curso.

Verifique a possibilidade de puxar matérias de outros cursos, de fazer disciplinas optativas e participar de aulas práticas. Essas atividades podem dar um up no seu currículo e fazer com que você saia da graduação mais preparado para o mercado de trabalho.

7. Conheça o campus presencialmente

Além de pesquisar online e em outros canais de comunicação sobre a infraestrutura da universidade, vale a pena visitar o campus presencialmente, principalmente quando você está em dúvida . Isso porque você experimentará a sensação de estar no local e poderá conversar com outros alunos e funcionários.

Além de conferir se todas as propagandas condizem com a realidade, verifique também outras instalações, como áreas de convivência e cantina. Uma boa dica é fazer tour guiado, algumas instituições oferecem esse serviço.

Como sabemos, escolher uma faculdade não é tarefa simples. Mas, seguindo os passos acima, é possível aumentar as chances de acertar na escolha e, consequentemente, de obter sucesso na profissão . Coloquena balança cada característica da instituição de ensino para evitar dores de cabeça e arrependimentos futuros. Isso inclui também a questão financeira — não deixe de questionar o valor da mensalidade, peça descontos e consulte se há financiamentos.

Gostou das nossas dicas sobre como escolher uma faculdade para fazer sua graduação? Caso ainda reste alguma dúvida, entre em contato conosco! Ficaremos felizes em ajudar! Até breve!

Você também pode gostar

Um comentário em “Como escolher uma faculdade de qualidade? Entenda aqui

Deixe um comentário