Quais são as habilidades do profissional do futuro? Veja aqui!

profissional do futuro
6 minutos para ler

Definir o profissional do futuro não é uma tarefa simples. Isso porque vivemos um momento de muitas mudanças em ritmo acelerado. Por tal motivo, fica difícil determinar o que virá de modo exato e seguro.

Aspectos como o desenvolvimento de novas tecnologias, a globalização e mudanças nos hábitos de consumo têm exigido perfis com determinadas características para preencher as vagas disponibilizadas pelas empresas.

Entender essa transformação é fundamental para manter-se profissionalmente competitivo, produtivo e valorizado, qualidades fundamentais para garantir um futuro próspero. Vamos conhecer melhor tais aspectos, no contexto das profundas transformações que observamos no mercado? Confira!

Habilidades do profissional do futuro

Os modelos antigos de mapeamento de competências eram menos flexíveis e obedeciam a padrões mais comuns, que permaneceram vigentes por longos períodos. Ainda assim, não migramos do modelo antigo para o atual de um dia para o outro, as alterações foram ocorrendo gradualmente. Por isso, algumas das competências listadas abaixo já são mencionadas há algum tempo, mas elas tendem a ser mais necessárias.

Inteligência emocional

A inteligência emocional certamente está entre elas. No trabalho em equipe, sempre considerado importante, entender os nossos sentimentos e reações emotivas é fundamental para criar bons relacionamentos e administrar a vida social.

Ainda que tal habilidade já seja uma conhecida nossa, ela deve experimentar um ganho extraordinário nos próximos anos, o que vai acontecer com a ajuda da tecnologia, pois as primeiras versões de inteligência emocional das máquinas já estão em uso.

Com base em reconhecimento facial e de voz, esses sistemas são capazes de identificar reações e combinar situações para prever comportamentos. O mais leve sinal de expressão pode ser identificado para compreender a maneira de agir de cada um de nós.

Isso não significa que esses softwares serão usados para nos manipular ou algo do tipo. A ideia desse tipo de solução é fornecer informações para que possamos entender nossas reações e trabalhar para melhorá-las.

Criatividade

Uma realidade mais complexa gera problemas mais difíceis, e a criatividade é determinante para encontrarmos soluções melhores para eles. Ser criativo também depende da busca constante por conhecimento variado, pois estar informado é fundamental para pensar novas formas de agir, se comportar e progredir.

Contudo, a criatividade aplicada ao trabalho é ainda mais desafiadora do que a desenvolvida por um artista, por exemplo. Nas artes, a criação é livre, mas nos negócios, ela precisa ser baseada em diretrizes estratégicas e cumprir com objetivos específicos.

Proatividade

A proatividade é a ação executada de modo preventivo, planejado e ativo. Ela pode ser percebida em tarefas simples, como a de se antecipar ao vencimento de uma apólice e procurar o beneficiário para a renovação, no caso de uma corretora.

De outro lado, ela também pode ser notada na elaboração de uma análise SWOT pessoal, buscando identificar o que precisamos melhorar, traçando um plano de aprendizado e desenvolvimento constante.

No geral, a proatividade é uma atitude, um jeito de pensar que não aceita aguardar os problemas aparecerem para reagir a eles. No lugar disso, o profissional proativo os antecipa, sejam os de sua rotina de trabalho, sejam os do cliente, e faz o que pode para evitá-los.

Flexibilidade

Um mundo em transformação não combina com uma postura rígida, conservadora e inflexível. Se existe uma certeza nesse momento, é a de que estamos passando por uma profunda mudança de hábitos de consumo e, especialmente, de como usamos os dados para entregar soluções de um valor superior para o consumidor.

No lugar de padrões rígidos e inflexíveis, os consumidores esperam personalização e flexibilidade em cada negociação, em vários canais de contato e até no produto.

Sede de aprendizado

profissional do futuro

O constante desenvolvimento pessoal é fundamental para se manter atualizado, produtivo e valorizado pelo mercado, mas o futuro reserva tantas novas possibilidades que precisaremos nos reinventar com cada vez mais frequência.

O esperado é que, no futuro próximo, seja inviável começar e terminar exatamente em uma carreira idêntica, fazendo atividades semelhantes e participando dos mesmos projetos. Para atuar nessa versatilidade, é preciso conhecer novas possibilidades, tecnologias e realidades.

Pensamento crítico

O pensamento crítico apresenta diversas definições, dependendo se é aplicado na política, nos negócios ou na vida cotidiana. Para refletir sobre o profissional do futuro, podemos usar vários conceitos desses, mas fica mais fácil aplicar uma única abordagem mais ampla, que envolve a forma como percebemos a realidade e interagimos com ela.

Desse aspecto, pensar criticamente não tem relação nenhuma com pessimismo ou otimismo, tão pouco sobre um olhar mais positivo ou negativo em relação ao trabalho. A crítica consiste, basicamente, em sempre se perguntar sobre a possibilidade de as coisas serem diferentes do que imaginamos.

Tal atitude é fundamental para evitarmos uma consciência presa a paradigmas inflexíveis. Afinal, o mundo está se transformando à nossa volta de maneira como nunca experimentamos antes. As máquinas estão desenvolvendo inteligência, por exemplo.

Para desenvolver essa mentalidade, precisamos nos basear em dados concretos, evitando suposições, considerando indicadores e experiências testadas no mercado.

Dicas de cursos para desenvolver essas habilidades

A boa notícia sobre o tema desta postagem é que as habilidades do futuro podem ser desenvolvidas. Basta fazer boas escolhas ao investir em conhecimento e estar aberto à inovação e às possibilidades que o futuro nos reserva. Abaixo relacionamos alguns exemplos para você.

Cybersecurity para gestores

A preocupação com a segurança será um dos pontos mais marcantes do futuro. Atualmente, já é possível perceber uma atenção maior referente ao assunto, seja por parte das pessoas, que se importam com sua privacidade, seja por parte dos governos, que elaboram leis de proteção de dados.

No mercado de seguros, trabalhamos com dados sensíveis, como renda, patrimônio e os de saúde. Por isso, os cursos de segurança cibernética podem ser bastante úteis.

Transformação digital

A transformação digital é o processo pelo qual as empresas se estruturam e inovam para oferecer serviços digitais, como a venda online de seguros. Existem modelos para implantar uma cultura de mudança e processos de gestão da inovação, que também são ensinados em cursos muito úteis.

Para concluir, considere que o profissional do futuro nunca está pronto. Uma característica marcante do perfil esperado é a de estar o tempo todo aberto à mudança, na procura pelo desenvolvimento de novas competências, o que envolve repensar a forma como aprendemos e de que modo os treinamentos são elaborados, inclusive os tradicionais de formação técnica.

As informações e dicas que nos esforçamos para transmitir para você também fazem parte desse desenvolvimento. Assine nossa newsletter e garanta o acesso fácil aos nossos conteúdos.

Você também pode gostar

Deixe um comentário